segunda-feira, março 31, 2008

Hiato

"Parece que toda a minha criação é um esforço para tecer uma teia de relações com o mundo; teço-a continuamente porque uma vez ela foi rasgada. Mas tal como desejo que as teias sejam sempre verdadeiras não sei como romper as que são falsas (...) Sinto como Dostoievski que o intelecto está na origem de tudo o que não é. Das falsidades. Prefiro a zona das paixões, mesmo com as tempestades."

Fotografia de Alberto
Texo de Anais Nin in Diário, Vol III
Listening " OneMoreOneNightStand", by A Weather aqui

4 comentários:

O Estranho disse...

Fiquei na dúvida entre comentar este post ou o de cima, duas fotos muito atrativas... acho que escolhi este porque o corpo feminino fascina-me até dizer chega...
Olá! Onde está a minha prenda de boas vindas???:)
eheheheheh

AnaMartaFortuna disse...

lololol...lololololol...
engraçadinho!!!!!

Jokas

S. disse...

eu partilho da preferência da Madama Nin :-)

AnaMartaFortuna disse...

Eu também!!!É tão forte este texto e tão simples.

Volta sempre