segunda-feira, abril 03, 2006

Sétimo sentido









Ando de um lado para outro... Abraço-me com força, para sentir que o meu lado esquerdo bate!
Tenho calor, tenho frio, tenho febre, tenho sede, tenho dinheiro, tenho fome, não tenho dinheiro, pinto, risco, sujo, limpo, esfrego e apanho uma flor. Sinto o cheiro da primavera... respiro fundo, encho os pulmões deste ar quente, uffa!! Fazes-me falta!
O desumidificador da natureza chegou finalmente!
Talvez este desumidificador remova das minhas entranhas esta humidade que me mortifica, e me traga o sétimo sentido.
Para voltar...

Um até jazz!
Dulce

2 comentários:

Anónimo disse...

Sétimo sentido?
Qual é ele?
quem é o maquinista?
:) Beijos para La doce Dulce.

Dulce disse...

O/ A maquinista...?! As linhas... e o destino! Maquinista serei sempre eu, pelo menos enquanto tiver total consciência de mim neste Universo. Confesso que às vezes preciso de um(a) copiloto para me orientar! É engraçado que às vezes damo-nos conta de que há gente muito importante na nossa vida, uns por nos sorrirem mudam o nosso estado de espirito, Às vezes não conhecemos de lado nenhum; outros partilham e partilhamos a nossa vida e já fazem parte de nós... podem ir-se embora mas sabemos que o importante está lá, e permanecerá em nós. As estrelinhas! Bom mas isso já sabemos.
O sétimo sentido... quando eu chegar lá eu digo-te o que é!

Tudo de bom! Fica bem!
Dulce