domingo, junho 01, 2008

Resistir

Acabaram a noite abraçados pela distância que consumia as cidades.
Abraçados de pé na estação do metro, um em cada direcção, ambos em direcções diferentes com o olhar parado na linha. Eu esperava que algum cedesse ao mínimo murmurar de saudade. Ficaram assim durante horas…eu fiquei com eles até deixar de distinguir o dia da noite.
Nenhum de nós estava ali para apanhar o metro…nenhum de nós queria estar ali, naquele imoral lamento. Por vezes éramos acordados por uma palavra, ou por um qualquer toque ilusório de uma qualquer vida. Eles não tiravam o olhar da linha, eu não conseguia tirar os meus olhos dos dois, à espera que algum cedesse.
Falavam em silêncio daquele abraço…riam baixinho, longe dos outros olhares. Muito longe de qualquer suspeita que seriam dois amantes. Porquê esconder se na verdade ninguém os conhecia?
Há muito tempo deixei de acreditar em histórias de amor…sei que há muito tempo que aqueles dois deixaram de amar, mas nunca vi pessoas tão perfeitas uma para a outra a resistirem-se tanto por uma simples linha de metro.

Fotografia de Zorán Varga " give me your word"

7 comentários:

Anónimo disse...

Longas linhas de afectos desalinhados, onde os sonhos deslizaram com promessas de novos amores. Depois de um dia que morre, há sempre um novo dia...
bjs
N

AnaMartaFortuna disse...

"De vez em qundo o espírito retira-se-nos do corpo e deixa-nos apenas com a sua carcaça.É o ensaio para quando o deixar de vez."

Vergílio Ferreira
Pensar

Anónimo disse...

"Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sem cessar, tal é a Lei." Allan Kardec (frases)
N

AnaMartaFortuna disse...

«As ilusões», dizia-me o meu amigo, «talvez sejam em tão grande número quanto as relações dos homens entre si ou entre os homens e as coisas. E, quando a ilusão desaparece, ou seja, quando vemos o ser ou o facto tal como existe fora de nós, experimentamos um sentimento bizarro, metade dele complicada pela lástima da fantasia desaparecida, metade pela surpresa agradável diante da novidade, diante do facto real».

Charles Baudelaire,
"Pequenos Poemas em Prosa"

S. disse...

Embriagada pelas tuas palavas, sonho com esse abraço que se despede da noite...e eu ainda acredito...

AnaMartaFortuna disse...

:) É bom conseguir acreditar!

Anónimo disse...

[url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/ganardinero.jpg[/img][/url]
[b]Toda la informacion que buscas sobre ganar dinero[/b]
Hemos encontrado la mejor pagina web en internet de como trabajar en casa. Como nos ha sido de interes para nosotros, tambien les puede ser de interes para ustedes. No son unicamente formas de ganar dinero con su pagina web, hay todo tipo de metodos para ganar dinero en internet...
[b][url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/dinero.jpg[/img][/url]Te recomendamos entrar a [url=http://www.ganar-dinero-ya.com/]Ganar-dinero-ya.com[/url][url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/dinero.jpg[/img][/url][/b]